Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente

Postagens

A Equipe de Enfermagem e o Monitoramento do Crescimento do recém-nascido pré-termo

11 jul 2020

As medidas antropométricas aferidas ao nascimento são: peso, comprimento, perímetro cefálico e perímetro torácico. Estabelecer o monitoramento sistemático dessas medidas, executadas com precisão por membros da equipe de enfermagem e médica, permite a investigação e a identificação do estado nutricional de recém-nascidos pré-termo.

A realização das medidas antropométricas deve abordar não apenas a acurácia das mensurações, como também a importância em prover um ambiente adequado, levando em conta o reflexo de nossas ações no desenvolvimento do neonato:

  • Gerenciar as rotinas, elegendo os horários em que o recém-nascido esteja acordado para realizar a mensuração dos dados antropométricos e preservar seus momentos de sono profundo;
  • Manter o ambiente adequado para a prática segura;
  • Testar previamente os equipamentos e materiais necessários;
  • Realizar o procedimento com o apoio de outro profissional;
  • Embrulhar o bebê e efetuar a contenção facilitada;
  • Se possível, permitir que os pais acompanhem o procedimento.

Abaixo, vídeo demonstrativo da técnica de aferição do peso do recém-nascido pré termo na unidade neonatal, utilizando balança infantil digital externa:

Conteúdo Relacionado

 

Referências citadas

  • Brasil, Organização Mundial de Saúde. Quase 30 milhões de recém-nascidos prematuros e doentes necessitam de tratamento para sobreviver todos os anos. Brasília. WHO, 2018. Acesso em 27 de Junho de 2020.
  • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os profissionais de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 4 v. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicas).
  • SILVEIRA, Rita C.; PROCIANOY, Renato Soibelmann. Padrões de crescimento pós-natal do recém-nascido prematuro: como avaliar. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2019, vol.95, suppl.1, pp.S42-S48. Epub Apr 18, 2019. ISSN 1678-4782.  https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.10.006. (fala da curva)
  • FRANK, Elaine do Socorro Matos P. et al. O cuidado de enfermagem ao recém – nascido prematuro em unidade de terapia intensiva neonatal. Journal Of Specialist. Belém, p. 1-18. set. 2018.
  • Villar J, Giuliani F, Fenton TR, Ohuma EO, Ismail LC, Kennedy SH et al. INTERGROWTH-21st very preterm size at birth reference charts. Lancet 2016, 387(10021):844-45. doi: 10.1016/S0140-6736(16)00384-6
  • Giuliani F, Ohuma E, Spada E, Bertino E, Al Dhaheri AS, Altman DG et al. Systematic review of the methodological quality of studies designed to create neonatal anthropometric charts. Acta Paediatr 2015, 104(10):987-96.doi: 10.1111/apa.13112
  • Villar J, Papageorghiou AT, Pang R, Lambert A, Ohuma EO, Purwar M et al. The likeness of fetal growth and newborn size across non-isolated populations in the INTERGROWTH-21st Project: Fetal Growth Longitudinal Study and Newborn Cross-Sectional Study. Lancet Diabetes Endocrinol 2014, 2(10):781-92. doi: 10.1016/S0140-6736(16)00384-6)
  • Villar J, Puglia F, Fenton T, Cheikh Ismail L, Staines-Urias E, Giuliani F et al. Body composition at birth and its relationship with neonatal anthropometric ratios: the Newborn Body Composition Study of the INTERGROWTH-21st Project Pediatr Res 2017. doi: 10.1038/pr.2017.52.[Epub ahead of print]
  • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção humanizada ao recém-nascido: Método Canguru : manual técnico / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – 3. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2017. 340 p.
  • Villar J, Giuliani F, Fenton TR, Ohuma EO, Ismail LC, Kennedy SH et al. INTERGROWTH-21st very preterm size at birth reference charts. Lancet 2016, 387(10021):844-45.